Angoulême, um dos festivais de quadrinhos mais tradicionais do mundo, cancelou sua edição deste ano por um motivo óbvio: a pandemia de Covid-19.

Os cuidados com a pandemia já haviam feito com que o festival tivesse sido dividido em dois. Em janeiro, houve alguns eventos virtuais, com direito à divulgação do vencedor do prêmio de álbum do ano: o drama norte-americano “The Hunting Accident: A True Story of Crime and Poetry” (em tradução livre, “O acidente de caça: uma história verdadeira de crime e poesia”, escrito por David L. Carlson e ilustrado por Landis Blair.

A segunda parte estava agendada para ocorrer de 24 a 27 de junho, na esperança de que fosse presencial. É este evento, que teria as principais atrações do festival, que foi cancelado.

Entre a primeira parte introdutória e evento de fato, este que foi cancelado, Angoulême deu um jeito de ser bem criativo: realizou exposições temporárias de quadrinhos em estações de trens!

A organização de Angoulême para já anunciar as datas da próxima edição: de 27 a 30 de janeiro de 2022. A esperança, mais uma vez, é de que a pandemia esteja administrável e de que os ventos possam ser presenciais.

Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169