Eu não enjoo de Olimpíadas. Nem de histórias em quadrinhos. Por isso, aproveitei a semana passada e esta para escrever apenas sobre
HQs ligadas a esportes.

Hoje, resolvi fazer um listão: separei 30 quadrinhos que retratam esportes diferentes. Nem todos, infelizmente, estão em português. Mas acho legal registrarmos apenas para sabermos que eles existem e, caso tenhamos interesse no esporte – ou nos quadrinistas envolvidos – ficarmos de olho para caso um dia venham a ser publicados por aqui.

Procurei trazer não só representantes de esportes diferentes, mas também de estilos diferentes. Há BDs da Europa, como “Asterix“; mangás (“Slam Dunk“, por exemplo, que é sobre basquete); HQs nacionais (o ótimo “O Outro Lado da Bola“, sobre futebol, entre outros); comix norte-americanos (caso de “Spinning“, que aborda patinação); e até histórias de super-heróis da Marvel Comics.

ATLETISMO
“Der Traum von Olympia” (O sonho de Olímpia, inédito no Brasil), de Reinhard Kleist
AUTOMOBILISMO
Senninha“, de vários autores
BASQUETE
Slam Dunk”, de Takehiko Inoue
BEISEBOL
Touch” (inédito no Brasil), de Mitsuru Adachi
BOXE
“Ashita no Joe” (mangá clássico, mas inédito no Brasil), de Ikki Kajiwara e Tetsuya Chiba

BOXE-XADREZ
Frio Equador“, de Enki Bilal – curioso caso de um esporte criado em uma HQ e que depois migrou para a realidade;
CARATÊ
“Cobra Kai: The Karate Karate Kid Saga Continues – Johnny’s Story” (inédito no Brasil), de Denton J. Tipton e Kagan McLeod (continuação dos filmes da série “Karate Kid”)
CICLISMO
“Yowamushi Pedal” (inédito no Brasil), de Wataru Watanabe
ESGRIMA
“Fence” (inédito no Brasil), de C. S. Pacat & Johanna the Mad

FUTEBOL
O Outro Lado da Bola”, de Alê Braga, Alvaro Campos e Jean Diaz
FUTEBOL AMERICANO
“Torpedos” (publicados por aqui na extinta revista “Justice”, da editora Abril), da Marvel Comics
GINÁSTICA
Guerreiro Pacífico em Quadrinhos“, de Dan Millman e Andrew Winegarner
GO
Hikaru no Go“, de Yumi Hotta e Takeshi Obata
JUDÔ
“Yawara!” (inédito no Brasil), de Naoki Urasawa (um dos maiores quadrinistas da atualidade)
KICKBOXING e MUAY THAI
“Sawamu, o Demolidor” (inédito no Brasil), de Ikki Kajiwara e Kentaro Nakashiro

KUNG FU
Shang-Chi“, da Marvel Comics
LUTA
Whoa, Nellie!”, de Jaime Hernandez
NATAÇÃO
“Pocha-Pocha Swimming Club” (inédito no Brasil), de Ema Toyama
PATINAÇÃO
Spinning“, de Tillie Walden
RÚGBI
Asterix Entre os Bretões”, de René Goscinny e Albert Uderzo – que não é exatamente sobre rúgbi, mas é ótimo
SOFTBOL
“Softball” (inédito no Brasil), de vários autores

SURFE
“Wilbur Kookmeyer” (inédito no Brasil), de Bob Penuelas
TÊNIS
“Globi and Roger” (inédito no Brasil), de vários autores. Tradicional personagem de quadrinhos da Suíça, Globi interage com… Roger Federer, um dos maiores tenistas de todos os tempos.
TÊNIS DE MESA
“Ping Pong” (inédito no Brasil), de Taiyo Matsumoto

TIRO COM ARCO
“Les Schtroumpfs Olympiques” (inédito no Brasil), de Peyo – há vários esportes representados, mas o tiro com arco é o que tem mais histórias complementarres
VÔLEI
Haikyu!”, de Haruichi Furudate
XADREZ
“My Obsession with Chess” (inédito no Brasil), de Scott McCloud

Brindes (não são sobre um único esporte):
JOGOS OLÍMPICOS DA ERA ANTIGA (inclusive o PANCRÁCIO, mas bem de passagem)
Asterix nos Jogos Olímpicos”, de René Goscinny e Albert Uderzo

JOGOS OLÍMPICOS DA ERA MODERNA
Uma Aventura Olímpica com a Turma da Mônica”, do Estúdio Maurício de Sousa

SURDOLIMPÍADAS
Surdolimpíadas”, de Addyson Celestino, Kelly Priscilla Lóddo Cezar e Clovis Batista de Souza

Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169