Ele criou a Jessica Jones. E o Miles Morales. Escreveu uma das melhores fases (talvez a melhor) do Demolidor. E dos Vingadores. E do Homem-Aranha. E está brilhando na DC Comics. Ele é Brian Michael Bendis, e entende muito de escrever quadrinhos.

Há alguns dias, eu estava me divertindo no Instagram (o Hábito de Quadrinhos tem perfil lá) e me deparei com uma foto interessante postada pelo Bendis: quatro livros que ensinam a escrever roteiros. Três deles já foram citados aqui no Hábito de Quadrinhos – e olha que o site tem menos de três meses :-).

Ainda não li o quarto livro da foto. Afinal, acaba de ser lançado: “Words for Pictures”, escrito por… Brian Michael Bendis. Meu ídolo (explico aqui as razões que me fazem admirar seu trabalho) publicou um livro sobre roteiros para quadrinhos! Espero que, em poucos meses, eu já tenho corrigido essa minha falha cultural de não ter lido “Words for Pictures”.

Até lá, então, alguns comentários sobre os três livros que Bendis recomendou para nós, meros mortais… Em ordem cronológica, para não dizerem que tenho preferências 😉

1985 – “Quadrinhos e Arte Sequencial”, de Will Eisner

O primeiro (e na minha opinião, melhor) livro teórico de Eisner sobre a nona arte. Usando exemplos retirados de suas próprias obras (como “Spirit”) ou criados especialmente para este livro, Eisner aborda temas diferentes, começando pela própria forma de leitura e chegando à aplicação prática: quais são as funções de uma história em quadrinhos?

Já li “Quadrinhos e Arte Sequencial” algumas vezes e há dois pontos que sempre me chamam a atenção: a importância que ele dá para a linguagem corporal dos personagens e os conceitos que apresenta para roteiros de quadrinhos.

1985 – “Alan Moore’s Writing for Comics”, de Alan Moore

O pequeno (50 páginas) “Alan Moore’s Writing for Comics” é, infelizmente, inédito no Brasil. Mas vale por ser o que o título indica: Alan Moore, o fabuloso autor de “Watchmen” e “A Liga Extraordinária”, dando dicas e mais dicas sobre como escrever roteiros de quadrinhos.

Mesmo que você não tenha a menor ambição em trabalhar na área, não deixa de ser muito interessante ver o que se passa na rotina da criação das histórias. Minha “crítica” é que é curto demais: Moore certamente tem muito mais a ensinar.

1993 – “Desvendando os Quadrinhos”, de Scott McCloud

“Desvendando os Quadrinhos” é um livro em quadrinhos, o que permite ao criativo McCloud misturar forma e conteúdo com maestria. Em nove capítulos, ele faz uma abordagem impressionante do tema, indo da definição do que é uma história em quadrinhos (já reparou como é difícil dizer exatamente o que é uma HQ sem esbarrar em outras formas de arte?) a temas abstratos como as diferenças entre figura, linguagem e realidade (com 116 exemplos!).

As reflexões de McCloud não ficam restritas ao que é publicado nos Estados Unidos: há, por exemplo, um questionamento bem interessante sobre a diferença dos ritmos de narrativa de quadrinhos norte-americanos, europeus (as BDs) e os mangás – e que pode ser aplicado a quadrinhos brasileiros, africanos…

2020 – “Words for Pictures”, de Brian Michael Bendis

Gostei, mesmo sem ter lido. Após a leitura, provavelmente direi “gostei muito”.

Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169