O ano da Covid, do isolamento social, da pandemia… 2020, o ano que parece que vai acabar em um dia diferente para cada um: apenas quando tomarmos a vacina. E 2021 começa… Não como uma explosão, mas com um suspiro… de esperança. (Já vi esse verso do T.S. Eliot ser citado em um montão de HQs, finalmente consegui citá-lo eu mesmo!)

Na minha coluna desta semana no site oficial da TV Cultura, destaquei seis quadrinhos pra cima – um mangá, uma HQ brasileira, uma BD europeia, um de super-herói, um comix americano e uma historieta argentina). Não são necessariamente de humor, mas são pra cima. Convenhamos, nós merecemos.

Você lerá mais sobre eles lá na TV Cultura, mas aqui vai minha listinha, em ordem alfabética:

1 – “A Princesa e o Cavaleiro”, de Osamu Tezuka

2 – “As Cobras – Antologia Definitiva”, de Luis Fernando Verissimo

3 – “Asterix e Cleópatra”, de René Goscinny e Albert Uderzo

4 – “Astro City”, de Kurt Busiek, Brent Anderson e Alex Ross

5 – “Calvin e Haroldo”, de Bill Watterson

6 – “Macanudo”, de Liniers

Brinde – não posso indicar “oficialmente” porque não foi traduzido para o português, mas fica a dica para quem fala inglês: a HQ africanaMadam and Eve”, de Rico Schacherl e Stephen Francis

Boas leituras, feliz 2021 e que a vacina venha logo!

Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169