Ontem, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, agradeceu nominalmente quadrinistas de seu país pelo trabalho na luta contra a Covid.

Não é só na Argentina, claro. Nos Estados Unidos, artistas (como os incríveis Brian Michael Bendis e Phil Jimenez) se juntaram para ajudar lojas de quadrinhos fechadas devido ao isolamento. A Mauricio de Sousa Produções criou um guia da Turma da Mônica contra a Covid-19, que está disponível no site do Unicef.

Separei algumas ilustrações de quatro continentes para mostrar um pouco do que os quadrinistas estão criando. Há muito mais…. Divirta-se 🙂

1 – Do italiano Milo Manara, em seu perfil no Instagram:

2 – Como informa o Shoujo Café, os quadrinistas japoneses estão usando a hashtag #GratefulForTheHeroes絵 para expressar gratidão. Aqui, a homenagem de Risumai:

3 – A Marvel Comics publicou sua visão dos “Vingadores do mundo real” – afinal, são os heróis mais poderosos da Terra, no momento em que mais precisamos deles:

4 – Se a Marvel pode, por que não a DC Comics? Aqui vai um recado do Batman (ou, pelo menos, da versão Lego dele):

5 – L’Andalou, da Argélia, fez mais um desabafo descritivo do que uma homenagem:

?!?! – E uma imagem impensável para os brasileiros:

??!!! ?!!?!!! ?!?!?! !!
Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169