Li no “El País” uma notícia que me deixou feliz: a Espanha inaugurar seu primeiro museu dedicado às histórias em quadrinhos. A instituição vai ficar em Valência, terceira cidade mais populosa do país (por volta de 800 mil habitantes).

A futura sede do museu está sendo preparada para receber doações e empréstimos, bem como realizar eventos relacionados aos quadrinhos.

(Achei curioso que o El País mostra nesta mesma matéria que há quatro palavras usadas na Espanha que são associadas aos quadrinhos: tebeo, historieta, cómic ou novela gráfica.)

O nome do museu simplesmente me soou magnânimo: Centre Valencià d’Estudis i Conservació del Patrimoni del Cómic! Em tradução aproximada, Centro Valenciano de Estudo e Conservação do Patrimônio das Histórias em Quadrinhos.

O museu espanhol será ligado ao Musée de la Bande Dessinée (Museu dos Quadrinhos) de Angouleme, sudoeste da França.

Há, infelizmente, poucos museus exclusivos ligados a quadrinhos ou quadrinistas no mundo. O Brasil, por exemplo, não possui nenhum. Se estou errado quanto a isso, e adoraria estar, por favor me avise! Pode ser no comentário desta matéria ou por e-mail: habitodequadrinhos@gmail.com.

Parabéns à Espanha pela iniciativa! Tenho certeza de que ficará lindo.

Please follow and like us:

Escrito por

Pedro Cirne

Meu nome é Pedro, nasci em 1977 em São Paulo e sou escritor e jornalista - trabalho na Argus Media e escrevo sobre quadrinhos na TV Cultura.
Lancei dois livros: o primeiro foi "Púrpura" (Editora do Sesi-SP, 2016), graphic novel que eu escrevi e que contou com ilustrações 18 artistas dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Este álbum contemplado pelo Bolsa Criar Lusofonia, concedido a cada dois anos pelo Centro Nacional de Cultura de Portugal.
Meu segundo livro foi o romance "Venha Me Ver Enquanto Estou Viva”, contemplado pelo Proac-SP em 2017 e lançado pela Editora do Sesi-SP em dezembro de 2018.
Como jornalista, trabalhei na "Folha de S.Paulo" de 1996 a 2000 e no UOL de 2000 a 2019.

Quer falar comigo, mas não pelos comentários do post? OK! Meu e-mail é pedrocirne@gmail.com

LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/pedro-cirne-563a98169